Devaneios com URL 2

2: fronteiras e riscos

Preocupações com fronteiras temporais, em idade de corpo ou idade de calendário, marcam esta secção, levando-nos a questionar fronteiras de gostos, pois a primeira lista nada contém de reconhecidamente FC e a segunda é o reflexo invertido deste espelho. Concordaremos com o que foi escolhido para nós, teremos algo inédito a dizer? Convém ficarmos alerta contra discursos hegemónicos (pausa para aplaudir: «o prazer do texto é uma das mais importantes funções da literatura, ao lado da catarse e da busca de conhecimento do mundo»), mas por outro lado, é curta, esta passagem pela vida, e facilmente nos perderemos na selva editorial. Diversidade é o que propomos, despir a armadura, correr riscos de leitura. Também teremos as nossas preferências, devidamente assinaladas quando se intrometerem. Como, por exemplo, esta, que junta um autor a outro prefacista, ambos de qualidade.

Talvez nos ajudem as fronteiras espaciais, novamente (v. entrada anterior da presente coluna): se as traições de língua trazem outro tipo de interrogações (algumas incompreensíveis, como a opção de distribuir pelo canal português a versão dobrada, e não a original, desta série), também é verdade que nos fazem descobrir mundos, distantes em território, mas afinal são tão próximos em alma

Luis Filipe Silva

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s