Colecção Barbante

cole1

Barbante – s.m. Cordel delgado, geralmente de algodão. Baraço. Guita.

O nome veio da prática portuguesa renascentista de imprimir e vender histórias populares penduradas em cordéis, talvez num primeiro sintoma de tentativa de massificação da literatura. Diz-se até que as peças de Gil Vicente chegaram a ser vendidas assim.

A nossa proposta é: Cada livro, um conto, um autor. Apenas mil palavras para deixar o leitor a balançar no barbante. Uma colecção de baixo custo, para arriscar a conhecer novos autores, novas histórias de ficção especulativa, novas ideias.

As submissões estarão sempre abertas e esperamos que a colecção cresça, englobando mais contos de autores já publicados e contos de novos autores.

12362682_10153472007676919_4781661237858438844_o (1).jpg

Títulos publicados:

O Duende Delegado – Luis Melo
Uma última volta – Ana luz
A criatura do travesseiro – Duda Falcão
De onde veio a máscara – Rui Bastos
Deus para presidência – Aldenor Pimentel
Algures em 2045 – Fábio Carvalho
Danças – Júlia Pinheiro
A Verdade – Sérgio Santos
Verum – Mário de SeabraCoelho

Títulos a publicar:

9 pensamentos sobre “Colecção Barbante

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s