Amadis de Gaula – Livro I

Amadis de Gaula

Autor: Garci Rodriguez de Montalvo
Tradução: Graça Videiro Lopes
Prefácio: Nuno Júdice

ISBN 978-989-98145-6-1

424 páginas, capa mole, 148x210x12 mm

Brevemente à venda

Estas são as fantásticas aventuras do cavaleiro Amadis de Gaula e da sua amada Oriana. Odiado pelo mago Arcalaus e protegido pela misteriosa Urganda, Amadis terá de encontrar o seu lugar no Mundo e lutar pela justiça.
Um romance de fantasia medieval, absolutamente seminal para a história da ficção Ibérica, tal como ciclo do Graal do Rei Artur o é para Inglaterra.

Tradução em Português a partir da versão mais antiga conhecida, a de 1508 em castelhano, pela Professora Graça Videiro Lopes.

Prefácio de Nuno Júdice.


Amadis de Gaula foi um “best seller” medieval/renascentista e, graças à não existência de direitos de autor na altura, sofreu várias sequelas, spin-offs e obras paralelas nele directamente inspiradas.

A importância deste romance pode-se ver reflectida no facto de ser um dos poucos livros que não foram destruídos pelos amigos de D. Quixote ao tentarem salvar o Cavaleiro da Triste Figura da sua loucura, por considerarem tratar-se de um dos poucos bons livros de romances de cavalaria.

Já no plano da não-ficção, quando os primeiros exploradores chegaram a  Aztec, a capital de Tenochtitlan exclamaram “Ficámos maravilhados. Dissemos que se parecia com as coisas encantadas de que falam no livro do Amadis”.

O próprio estado da Califórnia foi assim nomeado inspirado numa ilha existente no livro do  filho de Amadis (um dos livros spin-off) de onde vem um exército de mulheres guerreiras que ajudam o herói a defender Constantinopla. 

Muito se tem discutido acerca da versãol da qual partiu a tradução de Garcí Rodriguez de Montalvo à qual ele confessa ter acrescentado um volume de sua autoria aos três existente.

Muitos especialistas defendem até que seria uma obra originalmente portuguesa.

Anúncios