Prémio Adamastor 2018

O Fórum Fantástico prepara-se para atribuir em 2018 os Prémios Adamastor, reservados para obras de cariz fantástico ou de ficção científica.

O regulamento já está disponível e este ano as votações processam-se em duas partes:

1 – Nomeação, através da internet, onde as pessoas poderão escolher 6 obras que gostassem de ver na competição

2 – Votação, a ocorrer presencialmente no Fórum Fantástico, onde cada pessoa poderá dizer quais as suas obras favoritas das nomeadas.

São 5 as categorias, sendo que a única que não será escolhida pelo público é a de Personalidade Fantástica, a atribuir a alguém que se destaque na promoção do fantástico e ficção científica.

E já agora, as obras publicadas pela Imaginauta elegíveis em cada categoria são:

– Prémio Adamastor de Ficção Fantástica em Conto (que também inclui noveletas)

Crazy Equóides – João Barreiros

Crazy Equóides

Os contos no Comandante Serralves – Expansão

Comandante Serralves - Expansão

  • O entrelaçamento electroquântico de que são feitas as lendas – Rui Bastos
  • Visita de Médico – Fernando Queirós
  • Pesadelo a 40 anos luz – Ricardo Dias

Os contos da colecção Barbante

  • Lídia Cunha – Temo que te tenham encontrado
  • Verum (versão inglesa) – Mário de Seabra Coelho
  • O Farol Intergaláctico – João Pedro Oliveira
  • O Jogo – Carmo Cardoso & José Machado

Vota AQUI

Anúncios

Convidados It’s Alive 2018

Já conhecem os convidados para o It’s Alive 2018?

Todos eles ligados ao terror ou à literatura, nas suas mais variadas formas e expressões. Os participantes terão de aproveitar bem o tempo e aprender o máximo com cada um deles, pois ao toque de campaínha é preciso mudar de cadeiras e conhecer um novo mestre.

António Monteiro
Image result for antónio monteiro sustos às sextas
Professor da Universidade Lusíada e organizador do “Sustos às Sextas”, um evento que explora o terror sobrenatural em todas as expressões artísticas que possa imaginar. Um dos responsáveis pela antologia de BD Sobressaltos.

João  Morales

Jornalista, crítico literário, programador de diversos festivais, dinamizador de debates em torno dos livros, muito se podia dizer deste que já foi o director da revista Os Meus Livros.

Luis Mata Henriques
luis.png
Programador do motelx, organizador de quizzes, criador do canal “Mau Perder” (antigo senta-te e joga).

Tiago Cruz
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas a sorrir
Escritor de terror, autor do álbum de BD SINtra e participante no Histórias do Outro Mundo, ilustrado por Inês Garcia. Perto do Palácio da Mitra, onde será o  It’s Alive, na Biblioteca de Marvila poderão ver uma exposição desta obra.

Para nos presentear com poesia, convidámos:

Miguel Antunes

42503873_1822342324552545_416142838758113280_n.jpg

Nasceu programador, mas só como fachada.
Canta nas loucas noites Lisboetas, participa nas slams de poesia.
Ruge pelas ruas, outras vezes pelos bares.
Escreve nos tempos livres, sobre mundos outros, e este também.

Pedro Adrega

pedro.png

Pedro adrega (aka Ala Crime), natural de Lisboa.

Frequentou o curso de Engenharia Física na Faculdade de Ciências de Lisboa.Contribuiu com poemas em várias revistas da editora e associação “Abismo Humano” e participação nos eventos da mesma “Snow Black” com o projecto poético musical ” Until the Horizon Gone. Convidado para as “Noites de Poesia Clandestina” em vários eventos. Participou no evento Festival do Silêncio com o grupo “Santiago Project” como percussionista e poeta. Coorganizador e participante de “Poetry Jam Sessions”,”Noites de Poesia Livre” e organizador e participante no evento “Sic Lvceat Lvx”,com o seu projecto poético-musical.Foi também Percussionista no grupo “Slap Hand to Hand”.

Fórum Fantástico 2018

42563724_1808885625833166_6575473747673743360_o.jpg

 

Já saiu o programa do Fórum Fantástico (12, 13 e 14 de Outubro na
Biblioteca Orlando Ribeiro) , e como habitual, a editora Imaginauta irá estar presente:

Sexta-feira (12 Outubro)
17:45 – Lisboa Oculta – Guia Turístico
Lançamento do novo livro da Imaginauta com apresentação por Anísio Franco

Para além disso, podem contar com a nossa já tradicional banca de livros que, para além das nossas edições, também terá livros da Urco, uma editora galega com quem temos amizade e que decidimos dar a conhecer ao público em geral.

Iremos também ter disponível o título da colecção Barbante mais recente: A Caveira de Deus, de Nuno Ferreira

Contacto - Palácio Baldaya - 07 de abril de 2018 -59.jpg

Lisboa Oculta – Guia Turistico

A Editora Imaginauta tem o prazer de anunciar que no próximo Fórum Fantástico, a acontecer de dia 12 a 14 de Outubro na Biblioteca Orlando Ribeiro em Telheiras, iremos lançar o nosso mais recente livro: Lisboa Oculta – Guia Turístico.

Lisboa Oculta - Guia Turístico

Já todos os turistas sabem o que devem visitar em Lisboa, mas saberão eles o que não podem?

No Guia Turístico – Lisboa Oculta (publicação bi-lingue em Português e Inglês) poderás encontrar as histórias 13 atracções Lisboetas até agora ocultas.

Jantares secretos, Institutos paranormais, estátuas falantes, sereias e sons divinos, tudo isto e muito mais nesta edição ricamente ilustrada pelos Credo Quia Absurdum.

Este é um livro bastante especial e, de certa forma, complexo de fazer. Entre a chamada aos autores, selecção de textos, edição, traduçãoilustração passou-se mais de um ano, mas finalmente poderemos mostrar ao mundo o fruto do nosso trabalho.

Neste volume poderão encontrar entradas escritas por:

Ana Cristina Luz

Anton Stark

David Camarinha

Diana Pinguicha

Francisco Jose

Inês Montenegro

João Barreiros

João Ventura

Nuno Ferreira

Autores estes que arriscaram sair da zona de conforto e criar obras de ficção que não as usuais, onde as personagens são de pedra, cal e tempo, num formato que nada se aproxima do típico conto ou romance.

O Destino Chama

See the source image(http://faterpg.de/downloads/)

Gostas de inventar aventuras? Gostas de RPGs? Nos estamos a procura de escritores de cenarios para FATE, no mesmo mundo do Pouso Forcado (que por sua vez é no mesmo mundo do Comandante Serralves).

Queremos abrir este universo a mais contribuições, receber novos conceitos que irão tornar-se canónicos,  criar novas personagens e aventuras, aumentar a disponibilidade de contéudos de FATE em português e promover a criação de histórias em geral.

Queres saber mais? Contacta-nos através de correio@imaginauta.net

Não conheces o Pouso Forcado? E um cenário de FATE inserido no mundo do Comandante Serralves criado por Jean da Silva e Rafael Weber e ilustrado por Priscila Santos.

11701312_10152843922226761_914549255_o (1)

Nele poderás viver uma aventura através de um bando de contrabandistas que, a meio de uma missão para o impiedoso Barão, se vê apanhado no meio do conflito entre a Aliança e as forças rebeldes de Calisto. Numa corrida contra o tempo, terão de sobreviver, forjar alianças, fazer escolhas difíceis.

Faz download grátis AQUI (muito brevemente)

 

 

 

As regras básicas de FATE core estão disponíveis gratuitamente (ou com um donativo para a Evil Hat) em inglês AQUI. O pdf tem cerca de 300 páginas, mas grande parte delas são como construir um jogo, só uma pequena parte são como o jogar.

A Imaginauta fez um pequeno documento em português com as principais regras de FATE core, essenciais para jogar o Pouso Forçado, que não demora mais de 10 minutos a ler, mostrando o quão simples e acessível é o jogo. Outra explicação muito boa, pode ser encontrada aqui.

ceu estrelado-03-03 (1)

 

 

Regulamento Prémio Ataegina 2019

cartaz premio ataegina - CópiaRegulamento

Prémio Ataegina – Concurso Nacional de Contos de Ficção Especulativa – 2ª Edição

1) O Prémio Ataegina tem por objectivo incentivar a produção de obras originais de escritores de nacionalidade portuguesa e destina-se a premiar uma obra inédita de ficção especulativa (termo que inclui géneros como fantasia, ficção científica, terror e weird) na área de conto escrita em português.

2) Poderão candidatar-se todos os autores singulares, maiores de idade e de nacionalidade portuguesa. Membros do júri e da organização do concurso e respectivas famílias não poderão concorrer.

3) Cada autor só poderá concorrer com uma obra.

4) As obras concorrentes serão entregues por email para correio@imaginauta.net. As obras deverão ser entregues em formato .doc, .docx, ou .odt . O texto estará em tamanho 12, com o tipo de letra Times New Roman ou similar, espaçamento entre linhas 1.5. Número máximo de palavras é 5 000, não havendo limite inferior. No corpo do email deverá estar explícito o título do conto, o nome do autor e modo de contacto. No documento do conto, apenas constará, como identificação, o título.

5) Serão admitidas a concurso todas as candidaturas que obedeçam ao formato exigido no ponto 4 e que sejam enviadas até 28 de Fevereiro de 2019.

6) O valor monetário do prémio é de 50€ (cinquenta euros) a entregar na forma de cartão oferta.

7) O júri será constítuído por, pelo menos, três jurados, sendo um deles representante da Imaginauta, outro representante da Editorial Divergência e outro representante do Sci-Fi Lx.

8) O júri delibera com total independência e em plena liberdade de critério, por maioria dos votos dos seus membros. O júri atribuirá o prémio à obra concorrente que considerar de melhor mérito literário. Haverá um único premiado e da decisão do júri não há recurso.

9) Se as obras concorrentes não apresentarem a qualidade exigida, o prémio poderá não ser atribuido.

10) O conto vencedor poderá ser editado ou co-editado pela Imaginauta e Divergência, numa tiragem determinada por estas. Nesse caso, o autor receberá 10% de royalties (na totalidade ou a dividir pelos restantes autores, se os houver) sobre o preço de capa de cada exemplar vendido.

11) O autor da obra premiada cede à Imaginauta e à Divergência o direito exclusivo de a explorar comercialmente na Europa, durante um período de dois anos após a atribuição do prémio. Este direito inclui a tradução ou cedência para tradução para qualquer língua. Este direito não inclui adaptações a outros formatos (e.g. cinema, teatro, banda-desenhada). Após estes dois anos: os direitos revertem para o autor, sendo que a Divergência e a Imaginauta manterão o direito de fazer reimpressões do conto e/ou utilizá-lo em futuras antologias e/ou edições de qualquer uma das duas editoras; a atribuição da exploração da obra por terceiros estará dependente da autorização do autor.

12) No caso da exploração da obra ser realizada por terceiros, incluindo sob a forma de traduções, o autor receberá 80% do lucro que a Imaginauta e a Divergência venha a receber a esse título.

13) Todas as questões omissas ou dúvida de interpretação serão decididas pelos representantes da Editorial Divergência, Imaginauta e Sci-Fi Lx.

14) A candidatura ao Prémio Ataegina pressupõe a aceitação do presente regulamento.

Versão 23 Julho 2018

Eurocon 2018 — Amiens

A Imaginauta foi à Eurocon 2018 em Amiens dia 21 de Julho.

Já antes tínhamos estado na Eurocon 2016 em Barcelona e, se tudo correr bem, já temos bilhetes para a de 2019 na Croácia.

Amiens é uma pequena cidade pitoresca no Norte de França onde se destaca por ter sido a casa de Julio Verne, aliás tema de bastantes intervenções durante a conferência.

Em comparação com a Eurocon 2016, a organização estava bastante fraca. As salas estavam transformadas em saunas, não sendo ligado o ar condicionado que estava instalado.

A confusão do horário com alterações de fundo durante o evento, a falta de apoio na mesa de informações e não comunicação com o resto da cidade (as duas livrarias de Amiens, sendo uma delas ao lado das conferências, estavam fechadas) não pintam uma boa imagem da organização.

Havia também menos bancas de publicidade a eventos e outros países, onde em 2016 fizemos bastantes contactos e ficámos a conhecer a cena europeia da literatura de género.

De louvar a introdução do afrofuturismo e convidados da Índia e Austrália na programação.

As bancas de comerciantes eram essencialmente de edições francesas, mostrando a longa tradição deste género por terras gaulesas pela diversidade de anos de edição no catálogo exposto.

Juntamente com o Pedro Cipriano (Divergência) e Rogério Ribeiro (Fórum Fantástico) fizemos uma apresentação acerca da ficção especulativa em Portugal.

Estiveram poucas pessoas (em parte, acreditamos, por nos terem mudado a sala à última da hora), mas os bravos que ficaram mostraram grande interesse e até tivemos de vender alguns livros que tínhamos levado como demonstração.

Destaco duas das conversas:

Ian Watson apresentou “Frankeinstein, Karl Marx e sereias”, a que rapidamente se juntou guerras sul—americanas e Dr. Mengele. Uma espécie de construção de enredo de uma história na hora com participação do público. Muito divertido pela capacidade de comunicação do orador.

Sessão da apresentação de pequenas editoras europeias, em que se falou de estratégias de sobrevivência e que tipo de obras se publicam. Ficámos cheios de inveja da Finlândia que tem apenas 4 milhões de habitantes, mas uma percentagem de leitores 2 vezes maior que Portugal, cujas as bibliotecas ativamente compram os livros das pequenas editoras e ainda contribuem com uma pequena taxa por cada vez que o livro é requisitado (pelo que percebi, na Alemanha o cenário é idêntico). Fora isso, de vez em quando, há apoios do estado para obras em Finlandês (e até de género).

Pedro Cipriano falou sobre a Divergência e da Antologia Steampunk internacional.

Já agora, por curiosidade, em Finlandês não há género para as palavras, o que faz o autor ter de escolher quando o livro é traduzido.

Distribuímos a versão traduzida do conto Verum do Mário Coelho pelos visitantes da Con, conseguindo até negociar a publicação deste numa revista Romena.

No final do dia, depois de uma entrevista para a Galaxia Imaginarului ainda pudémos provar o vinho Romeno, uma óptima maneira de chamar à atenção.

Na revista Helion encontrámos até um artigo sobre o António de Macedo.

De palato e cérebro satisfeitos, voltamos para Portugal, com pontes construídas que esperemos que tragam projectos no futuro.