Chamada para antologia Queer

Num mundo onde os Bolsonaros, os Trumps, os Putins falam cada vez mais alto é urgente fazer com que outras vozes se levantem. É importante mostrar que as identidades queer existem e fazem-se representar na ficção, tal como no dia-a-dia.

Venham daí as histórias com pessoas queer (LGBT+) nos mais diversos papéis, porque as personalidades são demasiado pequenas para caber dentro de estereótipos. Que se ergam as vilãs lésbicas, super-heróis travestis, os magos de género fluido, os andróides transgénero, os guerreiros gay!

Mas, por favor, que não se reduzam a apenas isto.

Ousem os escritores a retratar um mundo diverso, em que as personagens queer têm a sua própria agenda e podem ter a liberdade de serem pessoas e não conceitos, ícones, ou mais um visto na lista das coisas que devemos meter numa história para sermos inclusivos.

Enviem as vossas histórias de ficção especulativa queer (ficção científica, fantasia, terror…) com menos de 10 000 palavras, até ao dia 31 de Marco de 2019 para o email correio@imaginauta.net. Os ficheiros deverão ser em formato .odt, .doc, .docx.

No corpo do email deverão dizer o título do conto, o vosso nome como autor do conto e uma pequena sinopse do mesmo.

Os textos serão lidos e seleccionados pela Imaginauta e pelo esQrever. Os autores dos contos seleccionados serão contactados para que estes integrem a antologia.

Não será pedida qualquer contribuição monetária aos autores, nem exigido a compra de exemplares. Pelo contrário, os autores receberão uma percentagem do preço de capa pelos exemplares vendidos (10% a dividir pelo número de autores).

Os autores seleccionados cedem à Imaginauta o direito exclusivo de explorar comercialmente no espaço lusófono a obra submetida durante um período de dois anos a partir da publicação da antologia. Este direito não inclui a tradução ou cedência para tradução para qualquer língua. Este direito não inclui adaptações a outros formatos (e.g. cinema, teatro, banda-desenhada). Após estes dois anos, a Imaginauta deixa de ter a exclusividade dos direitos, podendo no entanto vender os exemplares remanescentes em inventário. Em caso de não reimpressão, os direitos revertem completamente para os autores.

Anúncios